segunda-feira, 10 de julho de 2017

Escapou dos esquadroes de morte e foi expulso do Aparelho do Estado

NA PROVINCIA DE MANICA
Um docente de nome Verdiano que é membro da Resistência Nacional Moçambicana, que havia se refugiado na parte incerta por causa dos esquadrões da morte que andaram a sua procura durante o conflito de caça aos membros da perdiz foi expulso na semana.
Segundo o nosso correspondente no distrito de Barue, o docente após ter saído do seu esconderijo foi se apresentar na escola onde lecionava, foi lhe dito que já não tinha turma para lecionar, só passou a ir assinar o livro de ponto e sem direito ao seu ordenado.
Na semana passada quando para fazer a rotina de assinar o livro de ponto, encontro o seu processo de despedimento para assinar, o professor em causa de 58 anos de idade e 33 de serviço viu o seu futuro e dos seus familiares comprometido.
A FRELIMO É QUE FAZ, A FRELIMO É QUE FEZ
GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Elias Goonda Elias
Elias Goonda Elias É normal para além de morrer!
Em quanto têm a cabeça, têm a vida.
Não se desespere.
Minério Nércia Oliveira Oliveira
Minério Nércia Oliveira Oliveira Frelimo é uma merda para vida do povo sofredor
Andy Uane Umbro
Andy Uane Umbro Ehhh ta mau isso, quer dzer k temos k nos fazer d conta?
Domingos Sande Lewane Dolesa
Domingos Sande Lewane Dolesa Em vida não importa tenta fazer o pouco possível se der!!!!
Minério Nércia Oliveira Oliveira
Minério Nércia Oliveira Oliveira Temos q ajudar ele irmaos se ta mal!!!!!
João Dos Santos José
João Dos Santos José Quando ha vida ha esperanca ele k tenha a cabeca no lugar e nao decepecionar..
Bilale Paulo
Bilale Paulo Porque nao vai. Por queixa
João Dos Santos José
João Dos Santos José Amigo muito obrigado pela esta informacao e mais outras. A luta continúa informando.
Fernando Rezende
Fernando Rezende Frelixooooo bastardos
Sergio Gabriel Toscano Tosca
Sergio Gabriel Toscano Tosca Deus vai tomar conta.
Salvador Matavele Salvador Matavele
Salvador Matavele Salvador Matavele Não conseguiram acabar com ele, é triste sim, mas com a sua vida ainda é capaz de arranjar uma solução, qui no país existem pessoas do bem, lhe desejo muita força e, é apenas o emprego, quando há esse bem fornecido pelo o altíssimo terá novo. Muita e muita força ao meu compatriota.
Mulandi HI Mina Kheni
Mulandi HI Mina Kheni Coisas de bandido. Mas essas manobras estão com dias contados
Dionisio Paulo Vahanle
Dionisio Paulo Vahanle Lamentavel isso, so lhe faltava 2 anos para reformar.
Abel Abacar Abacar
Abel Abacar Abacar Coisas de bandidagem só pode acondeser na frelixo.
Tendai Tobias Sembezeia
Tendai Tobias Sembezeia Tem uma maneira de Ihe readimitir n educação apenas votando n renamo se o poder for nosso entao vamos consertar isso
Gote Rafa
Gote Rafa Não ficou aparelho do estado mas sim aparelho da FRELIMO
Adolfo Matule
Adolfo Matule A frelimo ék rouba, a frelimo ék mata
Abel Abacar Abacar
Abel Abacar Abacar Antenção com esses bandidos vamos ter muita caudela nessa vez temos k subtrair duma vez por todas xtamos cansados com esses marginais.
Simão Gomes
Simão Gomes Lamentavel

2 comentários:

Jaime Alfredo disse...

Desconfio que uma instituiçao deixa vaga para pessoa que esteja em parte incerta vir reoculpar porque e' da renamo
Pronto se disse ao lider para lhe passar justificaçao de ausencia do serviço por motivo de parte incerta .
Que ganhe as eleçoes para nos tambem desfrutar das oportunidades de abandonos dos postos do trabalhos para parte incerta depois virmos apanhar vagas

Anónimo disse...

De acordo co a lei de reforma um trabalhador pode requerer reforma
a partir de 15 anos de serviço.
O vencimento da reforma é igual a (Vencimento actual vezes anos de serviço a dividir por 35)
Acho que ele deve exigir que isto seja aplicado, porque ele já trabalhou.
acho também que ele deve levar o caso para o tribunal para se implementar esta fórmula por que ele já trabalhou.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.